Escolas e Instituições de Ensino

Para facilitar sua busca (se estiver num computador ou notebook), aperte Ctrl + F

Por Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal
08/04/2020 · Utilidade Pública

REDE MUNICIPAL DE ENSINO

As aulas presencias da Rede Municipal de Ensino (Reme) permanecerão suspensas até o dia 31 de julho. A decisão foi publicada no Diário Oficial de Campo Grande, por meio do decreto nº 14.369. 

 

REDE ESTADUAL DE ENSINO

Prorrogada a suspensão das aulas presenciais na Rede Estadual de Ensino (REE) até dia 31 de julho, o decreto publicado no Diário Oficial do Estado no dia 26 de junho, ainda recomenda a medida às redes municipais e particulares.

 

REDE PRIVADA DE ENSINO

A expectativa era de que as aulas presenciais retornassem no dia 1º de julho, porém, diante do aumento dos casos de coronavírus em Campo Grande, ficou decidido em uma reunião com representantes das escolas particulares, Ministério Público Estadual, Secretaria Municipal de Saúde, Comisssão  Especial de Apoio ao Combate da Covid-19 da Casa de Leis e outras instituições, pelo adiamento do retorno das aulas na rede privada.

 

 ENSINO SUPERIOR


As universidades públicas e privadas de Campo Grande suspenderam suas aulas presenciais, mantendo suas aulas, com seus professores presenciais, por meio de seus ambientes virtuais. Os professores disponibilizam conteúdo nas plataformas digitais e realizam aulas ao vivo. Conforme autorizado pelo Ministério da Educação, os alunos estudam em casa, com educação direcionada, mantendo o calendário acadêmico. 

 

CURSOS PREPARATÓRIOS

As autoescolas, com aulas teóricas para quem vai tirar a carteira de motorista; os cursos preparatórios de inglês, matemática, português, além de alguns cursos técnicos, podem voltar a oferecer aulas presenciais. Para isto, terão de submeter ao Comitê Municipal de Enfrentamento ao Covid-19 da Prefeitura de Campo Grande, plano de biossegurança, que contemplem principalmente, o distanciamento mínimo de 2 metros entre os alunos, com espaço de 10 metros quadrados para cada um. A flexibilização está prevista no decreto 14.309, de 18 de maio de 2020, que altera parcialmente o decreto 14.257, em vigor desde o dia 17 de abril. Continuam proibidas as aulas presencias em universidades, faculdades e cursos pré-vestibulares. A medida abrange cursos normalmente ministrado em pequenas turmas e que não tem frequência diária dos alunos. 

 

 CLIQUE AQUI PARA VOLTAR PARA O ÍNDICE DE LOCAIS E SERVIÇOS